Grupo SURA alcança receita consolidada de USD 4,937 milhões em setembro, um crescimento de 17.4% em relação ao mesmo período em 2020

  • As principais linhas de negócio continuaram a crescer dois dígitos. O rendimento por equivalência patrimonial aumentou 191.4%, graças a uma maior contribuição de todas as empresas associadas.  
  • O lucro líquido acumulado está próximo dos níveis pré-pandemia e totalizou USD 302 milhões, dos quais USD 120 milhões foram obtidos no terceiro trimestre. 
  • O Grupo SURA adicionou 1.400 novos acionistas individuais durante a Semana do Emitente junto com a Trii, promoveu a negociação de suas ações na Bolsa de Santiago do Chile e avançou no processo de recompra de ações.

O Grupo SURA reportou ao mercado os resultados consolidados do terceiro trimestre do ano, no qual registrou um crescimento dos proveitos operacionais de 17.4% frente ao mesmo período de 2020, totalizando USD 4.937 milhões. Este resultado, aliado a um menor aumento das despesas (15.5%), levou a um lucro operacional que subiu 37.3% e a um lucro líquido que subiu 181.2% para USD 302 milhões nos primeiros nove meses do ano.

Os resultados são apoiados pela dinâmica comercial positiva dos negócios da Suramericana (Seguros SURA) e SURA Asset Management, que continuam reportando crescimento de dois dígitos em prêmios e comissões, assim como a recuperação dos resultados por equivalência patrimonial em outras empresas da carteira, que em setembro avançaram 191.4% em relação ao terceiro trimestre de 2020, impulsionados pelo aumento dos lucros do Bancolombia, o crescimento sustentado dos lucros do Grupo Nutresa e a recuperação dos lucros do Grupo Argos.

A solidez e diversificação da carteira de investimentos nos permitiu alcançar resultados consolidados no terceiro trimestre que superaram as expectativas e nos aproximaram cada vez mais dos níveis verificados no período pré-pandemia. A evolução comercial positiva dos negócios da SURA é um sinal da confiança dos latino-americanos nos produtos, soluções e serviços através dos quais procuramos contribuir para um desenvolvimento mais harmonioso da região e criar mais valor económico para os nossos acionistas“, afirma Gonzalo Pérez, Presidente do Grupo SURA.

Se considerarmos as receitas consolidadas acumuladas nos últimos 12 meses, as receitas totais obtidas durante 2019 são 10.7% superiores. Por outro lado, dentro do total de despesas e custos, as despesas operacionais estavam sob controle, aumentando em 3.2%, inferior à inflação na Colômbia, e apesar do impacto de dois eventos não recorrentes, que também afetam o lucro líquido final: uma provisão de EPS SURA de COP 114 bilhões, contra despesas ainda não reconhecidas pelo governo por maiores reclamações da COVID-19; assim como uma provisão adicional para o recálculo do imposto diferido devido ao aumento da taxa de imposto de renda de pessoa jurídica na Colômbia, o que significou um impacto contábil de COP 47 bilhões.

O crescimento acelerado das receitas de prêmios, comissões e método de equivalência patrimonial, vem acompanhado de um controle disciplinado das despesas que, em parte, compensa os impactos do maior índice de sinistros devido à pandemia na Seguros SURA, ao mesmo tempo que o resultado operacional da
SURA Asset Management já atingiu os níveis de 2019. Tudo isso reafirma a força dos negócios do portfólio“, diz Ricardo Jaramillo, vice-presidente de Desenvolvimento de Negócios e Finanças do Grupo SURA.

Entre as recentes ações do Grupo SURA como gestor de investimentos, destacam-se as seguintes: a participação, no final de outubro, na Semana do Emissor que se desenvolveu junto com a Trii (aplicativo que facilita a negociação de ações), o que permitiu a chegada de 1.400 novos acionistas pessoas físicas em 183 municípios do país; o Grupo SURA é um dos emissores colombianos que promoveu a negociação de suas ações na Bolsa de Valores de Santiago do Chile, mais um passo para a democratização de sua propriedade; até o momento, foram recompradas na Bolsa de Valores da Colômbia (BVC) ações avaliadas em COP 50,441 milhões, operações que atualmente mostram um retorno acima do custo de capital e continuarão, desde que sejam uma alocação eficiente de capital que gere valor para a Companhia e seus acionistas.

Resultados financeiros das filiais

A SURA Asset Management (especializada em pensões, poupança, investimento e gestão de ativos) teve um aumento de 15.8% na receita de comissões, atingindo USD 533 milhões, explicado pelo crescimento de dois dígitos nos negócios de poupança-reforma, Inversiones SURA e SURA Investment Management (SURA IM), apoiado por uma melhoria da base salarial na região, principalmente no México e Chile.

O desempenho de Inversiones SURA e SURA IM também foi digno de nota, com quatro trimestres consecutivos de resultados operacionais positivos. Nos três primeiros trimestres do ano, este segmento adicionou USD 81 milhões em receita, representando 15% do total da empresa. No total, o lucro líquido consolidado da SURA AM fechou em USD 142 milhões, um aumento de 104% em comparação com os primeiros nove meses de 2020.

Destacam-se nesta subsidiária inovações em seu portfólio, como o lançamento de um novo fundo de dívida para infraestrutura, que terá impacto em projetos na Colômbia e no Peru; o lançamento de novas funcionalidades do “qiip”, uma plataforma digital focada na assessoria financeira com presença no México e na Colômbia; e a redução da dívida em COP 185,500 milhões, para amortizações totais este ano de COP 505.500 milhões.

A Seguros SURA (especializada em seguros, tendências e riscos) cresceu 14.4% em prêmios escritos, que atingiram USD 4,175 milhões, impulsionada pela boa dinâmica comercial dos seus três segmentos de negócio: Vida (15.3%), Saúde (39.2%) e Geral (8%). Isto, juntamente com um indicador de despesas mais baixo, mitigou parcialmente o aumento dos pedidos, considerando que de janeiro a setembro US$ 394 milhões em despesas e custos associados à pandemia foram alocados. Assim, a companhia fechou com lucro líquido de USD 1 milhão.

 

Como destaques da gestão regional da Seguros SURA, a EPS SURA, na Colômbia, já aplicou 4,7 milhões de vacinas contra a COVID-19; aumento da produtividade dos canais de assessoria e digital, graças a ajustes nos modelos operacionais e de relacionamento; novas soluções 100% online na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México e El Salvador, que aumentaram a perspectiva de novos clientes nestes mercados.

Os resultados até setembro mostram uma perspectiva mais positiva sobre o desempenho consolidado no final do ano e refletem os esforços operacionais para se aproximar dos números alcançados durante 2019, quando não houve impactos da pandemia.

Outros fatos relevantes:

No seu exercício por equilibrar a gestão de capitais, onde não só a parte financeira é relevante, a organização implementou as seguintes ações no período guiadas por critérios ASG, com o objetivo de apoiar o desenvolvimento harmônico da sociedade:

  • O Grupo SURA atualizou sua política de investimento sustentável, priorizando ainda mais os riscos ambientais, sociais e de governo no processo de análise dos investimentos. Da mesma forma, declarou a exclusão de alguns setores como destino de investimento.
  • A Seguros SURA vem avançando no desenvolvimento de conhecimento para seus clientes, criou um radar de tendências do meio ambiente, onde relatórios de medição de riscos de diagnóstico de temas ambientais são elaborados para os clientes.
  • SURA AM, no marco da COP26, se uniu à Iniciativa Climática de Investimentos na América Latina, a qual busca empoderar aos signatários PRI da região para se tornarem líderes da ação climática no seu território. De mesma forma, realizou sua primeira medição como signatário PRI.

Sobre o Grupo SURA:
O Grupo de Inversiones Suramericana -Grupo SURA- é um gestor de investimentos focado na construção e desenvolvimento de uma carteira equilibrada com uma visão de longo prazo, cujo foco principal são os serviços financeiros. É também a holding do Conglomerado Financeiro SURA-Bancolombia, presente em 11 países da América Latina com negócios em seguros, pensões, poupança, investimento, gestão de ativos e banca, através das suas subsidiárias Suramericana e SURA Asset Management, e como principal acionista (não-controlador) do Bancolombia. O Grupo SURA está cotado na Bolsa de Valores da Colômbia (BVC) e está registado no programa ADR – Nível I, nos Estados Unidos. É a única entidade latino-americana do setor de Serviços Financeiros Diversos e Mercados de Capitais incluída no Dow Jones Sustainability Global Index (DJSI), que reconhece organizações com as melhores práticas econômicas, sociais e ambientais. Em outras indústrias, o Grupo SURA tem investimentos no Grupo Nutresa (alimentos processados) e no Grupo Argos (cimento, energia e concessões rodoviárias e aeroportuárias).

Sobre a Suramericana
Com 75 anos de experiência, Suramericana S.A. é uma empresa especializada no setor de Seguros e em Gestão de Tendências e Riscos. É uma subsidiária do Grupo SURA (81,1%) e também tem o apoio como acionista da resseguradora alemã Munich Re (18,9%). A Companhia é uma plataforma de múltiplas soluções, canais e segmentos múltiplos, com operações em 9 países da América Latina, onde busca oferecer bem-estar e competitividade sustentáveis a cada um de seus 17,9 milhões de clientes, entre indivíduos e empresas, atendidos por quase 21.000 funcionários e 24.000 conselheiros. É está presente no mercado como Seguros SURA na Colômbia, Chile, México, Argentina, Brasil, Uruguai, Panamá e República Dominicana, e como Asesuisa, em El Salvador. Suramericana é a oitava seguradora da região, em volume de prêmios emitidos, e é a quarta de origem latino-americana.

Sobre a Seguros SURA Brasil
A Seguros SURA está presente em 9 países da América Latina. Sua estratégia atual baseia-se em entregar bem-estar e competitividade sustentável, a partir da gestão de tendências e riscos, o que permite ampliar a visibilidade dos clientes para antecipar riscos e aproveitar as oportunidades do entorno. A Seguros SURA Brasil atua com foco em seguros para empresas e para pessoas com produtos de Seguro para Transportes, Frotas de Automóveis, Seguros para Pequenas e Médias Empresas (Vida em Grupo, Empresarial, Responsabilidade Civil e Frotas), Afinidades, Bicicletas, além do Seguro Residencial e seguro de automóvel de alto valor. Ao todo, são mais de 350 funcionários distribuídos nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Campinas, Ribeirão Preto, Goiânia, Bauru, Florianópolis, Londrina, Salvador, Piracicaba, São José do Rio Preto e Espírito Santo, que atendem todo o território nacional. A presença em mais estados cria vínculos e possibilidades o entendimento do mercado e a geração de valor em todo o Brasil. Em 2018, a empresa foi reconhecida em 7º lugar dentre 100 como uma das melhores multinacionais para se trabalhar na América Latina, de acordo com o Instituto Great Place to Work (GPTW), além de 1ª companhia do setor de seguros do ranking. Para obter mais informações sobre a Seguros SURA, acesse o site: www.segurossura.com.br.

« Voltar para a página anterior